Gostou de algo no Blog?

Dê os créditos, todos os textos possuem o autor do mesmo no fim da postagem, os que não possuem são de minha autoria.
Não deixe de citar o autor. Diga não ao plágio.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Sabor de amora.

Me disseram que a memória
é onde a saudade mora.
Me disseram que de lá
ela nunca vai embora.

Calma menina, fecha os olhos,
sorria, não chora!
Com o tempo, vai por mim,
a dor melhora.

Menina, corra, viva e voa!
Percorra o mundo a fora!
A felicidade vai chegar,
abra o seu coração sem demora.

Me disseram que na memória
com o tempo só aflora
Aquilo que pra alma
tem gosto de amora.

Então minha menina,
para logo de contar a hora,
Viva essa tua vida
e dela se enamora.


A Paz de Jah!
;*

3 comentários:

Luna Sanchez disse...

Oooooooooooow...imagina o quanto me deliciei com as tuas palavras, pequena, imagina!

Minha memória está cheia de passagens com gostinho de amora, então!

^.^

Um beijo, lindeza.

Enderson Fernandes disse...

Naty! =D
que fantástico esse poema!
eu só faria uma aleração...
amora por "amola" kkk
brincadeira rs
poema ta lindo!
Bjuuus
End Fernandes

BelMendes disse...

linda poesia, amei demais
Saiadeflor