Gostou de algo no Blog?

Dê os créditos, todos os textos possuem o autor do mesmo no fim da postagem, os que não possuem são de minha autoria.
Não deixe de citar o autor. Diga não ao plágio.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Vasculhar.

Eu procurei o amor e não achei.
Esperei ele me encontrar e ele não apareceu.
Esperei.
Fiquei sozinha com a multidão.
Sempre achei que fosse algo pronto que já chegaria tirando meus pés do chão.
Ai, em um longo dia de conversa descobri que ele acontece.
Passei então a me permitir ser conhecida, ser vasculhada, expor quem eu sou e receber isso de volta também.
O amor começa assim.
Desculpe-me, mas verdadeiramente não creio que se ame o desconhecido.
Então, antes de amar, permita-se vasculhar.



*Texto baseado na frase de Ricardo Gondim "Amar é deixar-se vasculhar".


A Paz de Jah!
;*

4 comentários:

Marcelle Silva disse...

Isso ae, Naty! A gente tem que se permitir vasculhar, e tentar vasculhar tbm! hehe

Beeeijos

Luna Sanchez disse...

A gente ama até o idealizado, que é o que conhecemos mais e melhor, o que vive na nossa imaginação, inventado por nós, bem íntimo.

Sendo assim, meu bem, concordo contigo, não se ama o desconhecido.

Adorei.

Um beijo.

Leo Sousa disse...

Gostei!

Realmente não é fácil amar sem buscar conhecer o outro (vasculhando mesmo hehe =D) e compreender também, pois só amar não é o bastante, pois sempre nos achamos donos da verdade e nem sempre damos o braço a torcer com nossas opiniões sobre o outro.

CYWMARA WADISQUY disse...

:D aaaadoreiii...É VASCULHANDO QUE SE ENCONTRA O AMOR..ali no cantinho!

XEROO LINDA