Gostou de algo no Blog?

Dê os créditos, todos os textos possuem o autor do mesmo no fim da postagem, os que não possuem são de minha autoria.
Não deixe de citar o autor. Diga não ao plágio.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

O menino e o passarinho.


Foi amor a primeira vista, viraram companheiros inseparáveis.
Quando o menino chegava o passarinho alegre logo começava a cantar, o coração do menino batia forte, tão forte que o passarinho podia ouvir e cantava ainda mais alto!
Mas um dia o passarinho se prendeu na gaiola, não conseguia mais se soltar, o menino não conseguia lhe ajudar e com o tempo ele foi parando de cantar. O menino se entristeceu, pois o passarinho já não cantava mais, não era mais feliz, o menino chorou e se culpou, por que se ele não tivesse colocado ele na gaiola nunca teria ficado preso lá, a culpa era dele e só dele. Então o menino tomou uma decisão, daria a liberdade ao passarinho a qualquer preço, o tiraria daquela gaiola o deixaria livre para voar. O menino comprou as ferramentas necessárias e conseguiu finalmente libertar o passarinho, com muita força e lágrimas nos olhos, mas o passarinho não cantou de imediato, achou estranhas as lágrimas do garoto e ficou apenas observando. Respirando fundo o menino pegou o pássaro e soluçando abriu a janela e disse: - Vai! Não te farei mais sofrer, seja livre, voe e cante! Você estará melhor sem mim. Fechou a janela e o seu coração, que naquele momento tinha sido partido em pedaços.
O passarinho? Sim, está voando, mas não está livre, muito menos cantando. O passarinho está preso a lembranças, as batidas do coração do menino, voa todos os dias ao redor da sua casa, esperando que o menino abra novamente a janela para que ele entre e cante para ele, pois a culpa não era do menino, era a dor que a gaiola causava, o passarinho queria sim sair da gaiola, mas não da vida do menino, por que o que fazia o passarinho feliz não era apenas o canto, mas o cantar para o menino.
Abre, menino, essa janela, deixa o passarinho cantar, deixa seu coração bater.


A Paz de Jah!
;*

3 comentários:

Rebeca disse...

Bunito de doer,
Chorei...
;~

Jaqueline Jesus disse...

aah que linda história !!
*-*
"por que o que fazia o passarinho feliz não era apenas o canto, mas o cantar para o menino."
adoreeei Naty :D

Cah disse...

Que coisa linda!! O sentimento genuíno nos toca profundamente, né? Muito puro o passarinho e o menino! Brigada pelo elogio ao blog, muito bom o teu blog. Vou te seguir tbm. :)
Bjinhoss