Gostou de algo no Blog?

Dê os créditos, todos os textos possuem o autor do mesmo no fim da postagem, os que não possuem são de minha autoria.
Não deixe de citar o autor. Diga não ao plágio.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Feita para mim.

Desregrado desfilar,
dentre passos flutuantes.
A caminhos exclamantes,
deixa sonhos a inspirar.

Em tal desembaraço
vem dos cabelos o traço.
De um tal certo laço,
perfumar o que eu faço.

No olhar indeciso
de postura deslumbrante.
De sentido preciso,
no falar incessante.

Desvendar o viver,
por tais rumos mesquinhos.
No sorriso de tal ser
me perco sozinho.

Me escrevo, escrevo os outros.
Primeira fez que me escrevem.
Obrigada, é linda!

A Paz de Jah!
;*

3 comentários:

Anônimo disse...

a inspiração faz jus a poesia

Rodrigo Passos disse...

bravo, belo versos!

Marcos Paulo Souza Caetano disse...

"No sorriso de tal ser
Me perco sozinho"

Será um amor platônico? ^^
Já que é "feita pra mim"

Mas é no olhar indeciso... talvez não seja.