Gostou de algo no Blog?

Dê os créditos, todos os textos possuem o autor do mesmo no fim da postagem, os que não possuem são de minha autoria.
Não deixe de citar o autor. Diga não ao plágio.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Uma carta de amor.


Foi tudo tão rápido, quando te olhei vi todas as possibilidades que nos cercavam.
Fez meu coração bater.
Bastou um olhar pra perceber que você era aquilo que queria.
Em um instante vi nossas mãos dadas, ouvi gargalhadas e senti seu cheiro como se estivesse bem perto.
Desejei aquilo. Quis aquilo.
Se nada me impedisse, estaria nos seus braços agora. Acho que te amo.
É, eu te amo.


Com amor,
Carência.


Nem sempre quem te olha nos olhos é o amor.*



A Paz de Jah!
;*

6 comentários:

Luiza Mouta de Lima disse...

Lindo, lindo. ^^

Flor. disse...

Hehe sem comentários :X :)
BJobjo

Marcelle Silva disse...

Eita hein?! Coisa linda são essas cartas de amor que vem do fundo da alma!

Beeeeijos perdidaaaaa!!!rsrs

End Fernandes disse...

estar carente pode ser uma etapa importante para se despertar um amor neah?

Bjuuus

Frido disse...

hahaha =x mas eu ri no final! eu ri!

Thaíla disse...

Carência as vezes é foda porque é um lance que traz tanta vulnerabilidade e eu quase nunca sei lidar bem com isso.

Ma sé sempre bom ser despertada nas horas que ela bate.

Cheirim beibe